domingo, 10 de maio de 2009

FÁTIMA – A 1ª APARIÇÃO DO ANJO



1ª Aparição do Anjo.

Conta a Irmã Lucia.
“As datas não posso precisá-las com certeza, porque, nesse tempo, eu não sabia ainda contar os anos, nem os meses, nem mesmo os dias da semana. Parece-me, no entanto, que deveu ser na Primavera de 1916 que o Anjo nos apareceu a primeira vez na nossa Loca do Cabeço... subimos a encosta em procura dum abrigo e como foi, depois de aí merendar e rezar, que começamos a ver, a alguma distância, sobre as árvores que se estendiam em direção ao Nascente, uma luz mais branca que a neve, com a forma dum jovem, transparente, mais brilhante que um cristal atravessado pelos raios do Sol. À medida que se aproximava, íamos-lhe distinguindo as feições. Estávamos surpreendidos e meios absortos. Não dizíamos palavra.

Ao chegar junto de nós, disse:

– Não temais. Sou o Anjo da Paz. Orai comigo.

E ajoelhando em terra, curvou a fronte até ao chão. Levados por um movimento sobrenatural imitamo-lo e repetimos as palavras que lhe ouvimos pronunciar:

– Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Depois de repetir isto três vezes, ergueu-se e disse:

– Orai assim. Os Corações de Jesus e Maria estão atentos à voz das vossas súplicas.

E desapareceu.
A atmosfera do sobrenatural que nos envolveu era tão intensa, que quase não nos dávamos conta da própria existência, por um grande espaço de tempo, permanecendo na posição em que nos tinha deixado, repetindo sempre a mesma oração.
A presença de Deus sentia-se tão intensa e íntima que nem mesmo entre nós nos atrevíamos a falar.”

O Anjo na sua primeira aparição começa logo por ensinar uma oração e como nos devemos colocar para orar, eu pergunto-me a mim próprio, olhando para nós católicos de hoje ao orarmos, que rico comportamento tem dentro das igrejas, sera que nos ajoelhamos ou pura e simplesmente nos sentamos como se fossemos ao cinema, e esperamos que tudo decorra como a apresentação de um filme.

Será que enquanto oramos criamos o ambiente sobrenatural necessário à adoração de Deus? Deixo esta meditação e esta pergunta para todos meditarem.


Anjo da Paz; Intercedei por nós.


Nossa Senhora do Rosário de Fátima; Rogai por nós.



Sem comentários: